Semana Florestal

No dia 26 de setembro ocorreu como parte da programação da semana florestal promovida pelo IEF de Milho Verde uma oficina de troca de saberes em agroecologia na FUNIVALE em São Gonçalo do Rio das Pedras. Os agricultores que participam da oficina de Agroecologia e Agricultura Familiar em Santo Antônio do Itambé foram convidados especiais para o evento, que contou com a organização e colaboração de Maria Flor de Maio funcionária do IEF, Lidiney colaborador da FUNIVALE, Mayan, mestranda em Estudos Rurais na UFVJM e também colaboradora da FUNIVALE e de Daniela mestranda da UFVJM e agricultora. O dia se iniciou com uma farta mesa de café da manhã e com uma caminhada pelas dependências da instituição, logo após esse momento abriu-se uma roda de apresentação onde todos demonstraram satisfação em poder estar presentes e contribuir cada um com seu conhecimento. Daniela na sequência relatou sua experiência com o CBA 2017 (Congresso Brasileiro de Agroecologia) dando a dimensão do encontro que contou com mais de 7mil participantes discutindo e lutando por uma agricultura mais saudável e justa. Dentre os participantes do evento estavam estudantes, movimentos sociais, agricultores e agricultoras, indígenas, quilombolas e comunidades tradicionais de todo o país e da América Latina. O relato serviu para motivar os agricultores e agricultoras presentes para os trabalhos do dia e para fortalecer o grupo que participa das oficinas em Itambé. Na sequência escolheram-se algumas sementes crioulas que seriam plantadas a partir das sementes que foram trocadas durante este evento. Eram sementes raras e que demonstravam a diversidade que os agricultores familiares são capazes de proteger pelo seu modo de vida. Após o plantio parada para o almoço. Após o almoço prosseguimos para conhecer o restante da FUNIVALE, fundação que começou a funcionar na década de 1970 por iniciativa de um alemão. Funcionou como escola técnica para os filhos de agricultores da região e atualmente por escassez de recursos atua como promovedora de cursos, venda de produtos agroecológicos e atendendo gratuitamente a população com técnicas alternativas de medicina. Foi mostrada a casa de sementes, local onde são preservadas sementes de diversas origens. Os agricultores demosntraram grande interesse pelas sementes e puderam levar amostras para reproduzirem em suas propriedades. Foram escolhidos alguns guardiões de sementes raras de milhos para que eles as protegessem e reproduzissem sob certas condições, tomando cuidado para que elas não se cruzassem com outras espécies. Ao final desta visita fomos até a cidade para conhecermos a casa de doces, mantida por uma família de mulheres quilombolas que têm suas origens ancestrais na cidade de santo antonio do Itambé. Elas protegem a sua cultura ao preservarem a forma tradicional de se fazer os doces, compotas e geleias. Foi um dia muito proveitoso, onde cantamos, aprendemos, plantamos, semeamos a semente de que uma agricultura familiar mais justa pautada na agroecologia é possível para todos.

 

Prefeitura inicia os trabalhos de aração de terra

Após aquisição de um novo trator agrícola, a Prefeitura de Santo Antônio do Itambé, através da Secretaria Municipal de Obras, Agricultura e Desenvolvimento, inicia a aragem de terras dos pequenos agricultores cadastrados na zona rural do município.

Com mais essa ação, nosso gestor municipal cumpre o compromisso de ajudar os agricultores a produzir, mesmo em meio a uma dura crise hídrica.

Prefeito assina contrato para reforma do telhado da matriz

O Prefeito Joãozinho Baracho assinou sexta-feira, dia 22/09, o contrato com a empresa JULIANE RODRIGUES DE FRANÇA para o início das obras de reforma do telhado da Igreja Matriz de Santo Antônio.

A ação tem como objetivo, solução de infiltrações, substituição de peças danificadas e instalação de calhas e rufos. As telhas também terão sua instalação readequada.

       

Instalação de mata-burros recebidos da SETOP

Com o objetivo de apoiar os agricultores e os moradores da zona rural, a prefeitura iniciou os serviços de instalação de mata-burros em estradas rurais do município.  A ação visa melhorar as condições de tráfego nas estradas,  dispensando o uso de porteiras, o que garante a fluidez do trânsito de veículos e pessoas.

Além da implantação de mata-burros, a Administração 2017 - 2020 também tem investido na manutenção das estradas rurais através do patrolamento, e cascalhamento.

     
1 2 3 6

200-125 exam 300-075 dumps 210-260 vce 300-115 pdf 100-105 exam 210-065 dumps 210-060 vce 300-101 pdf 300-320 exam 300-206 dumps AWS-SYSOPS 300-070 400-101 200-310 200-105 300-135 300-208 810-403 70-534 70-532 200-125 exam 300-075 dumps 210-260 vce 300-115 pdf 100-105 exam 210-065 dumps 210-060 vce 300-101 pdf 300-320 exam 300-206 dumps AWS-SYSOPS 300-070 400-101 200-310 200-105 300-135 300-208 810-403 70-534 70-532 200-125 exam 300-075 dumps 210-260 vce 300-115 pdf 100-105 exam 210-065 dumps 210-060 vce 300-101 pdf 300-320 exam 300-206 dumps AWS-SYSOPS 300-070 400-101 200-310 200-105 300-135 300-208 810-403 70-534 70-532 200-125 exam 300-075 dumps 210-260 vce 300-115 pdf 100-105 exam 210-065 dumps 210-060 vce 300-101 pdf 300-320 exam 300-206 dumps AWS-SYSOPS 300-070 400-101 200-310 200-105 300-135 300-208 810-403 70-534 70-532